A expressão “em toda a terra havia apenas uma linguagem e uma só maneira de falar” (Gn 11:1) denota que, além de utilizarem um só idioma original, também falavam da mesma maneira, isto é, não tinham divergências ideológicas, religiosas, sociais ou politicas. Isto fez com que Deus chegasse a dizer: “Eis que o povo é um” (Gn 11:6). Estavam tremendamente unidos, porém em torno de uma  ideia falsa e em rebelião contra Deus, com a preocupação de criarem um grande e célebre nome (Gn 11:4), uma poderosa organização, a fim de não haver restrição para tudo o que intentavam fazer (Gn 11:6).