Inter

Existem muitos dados curiosos relativos às estatísticas bíblicas. Um dos números que mais aparece na Bíblia é o 7.

Entre os Hebreus este número era considerado sagrado e símbolo da perfeição. 

Noé tinha 600 anos quando terminou a arca. 

O sábio Salomão deixou mais de três mil provérbios. 

A operação matemática mais rendosa foi efetuada por Jesus quando multiplicou 5 pães e 2 peixes para alimentar a mais de cinco mil pessoas e ainda sobraram 12 cestos cheios. 

Judas vendeu a Jesus por 30 moedas de prata, equivalentes a uns 20 dólares. 

Calcula-se que o presente que Naamã ofereceu a Eliseu, do qual Geazi finalmente se apropriou, equivalia a uns 48.000 dólares. 

Tiago, filho de Zebedeu, foi o primeiro dos apóstolos a morrer por sua fé. Foi decapitado a espada por ordem do rei Herodes Agripa I, por volta do ano 44 de nossa era. 

Paulo, o grande apóstolo dos gentios, foi decapitado em Roma por ordem do tirano Nero. 

Em I Samuel 17:18, o queijo é mencionado pela primeira vez na Bíblia. 

Em juízes 14:18 encontramos um dos exemplos mais antigos de enigma. 

Dois reis dos Amorreus foram postos em fuga por vespões. 

A última cidade mencionada na Bíblia é a cidade santa. (Apoc. 22:19)