Temos usado de forma errada a ilustração do grão de mostarda para referenciar o tamanho da nossa fé. Talvez porque em Marcos essa semente é apresentada como a menor de todas, nós a relacionamos com o tamanho da fé que produz milagres. Se analisarmos de forma mais acurada, veremos que temos cometido esse erro e muitos seguem na mesma direção. Veja: Nem em Mateus 17:20, nem em Lucas 17:6, Jesus disse “se tiverdes fé DO TAMANHO de um grão de mostarda”, mas em ambas as ocasiões Ele disse: “se tiverdes fé COMO UM GRÃO de mostarda”, o que é algo totalmente diferente.

“Como um grão de mostarda” está referindo-se à qualidade do grão. Os melhores horticultores já tentaram, em vão, cruzar algumas espécies com o grão de mostarda para produzirem um outro gênero e não o conseguiram. Com as outras hortaliças isto é muito fácil. A fé genuína é como a semente de mostarda, que não pode ser mesclada com “filosofias e vãs sutilezas”.