Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração (Romanos 12:12).

Gosto muito do sol. O sol traz alegria e proporciona uma outra dimensão à vida. Vivendo aqui na Inglaterra, onde temos pouco sol se compararmos ao Brasil, talvez a compreensão dessa magnífica luz seja mais abrangente. Estamos em dias de sol aqui na cidade. Ontem, separei trinta minutos para sentar-me na varanda e desfrutar um pouco da luz solar.

Enquanto fazia isso, estava orando e falando com o Senhor. À minha mente e em meu coração subiram pensamentos e divagações sobre o nosso amado Pai Celestial. Pensei no seu poder criador e em sua soberania. Me assustei! Pensei em zilhões de estrelas e nas distâncias imensuráveis do universo. Pensei na vastidão dos mares e nas criaturas. Pensei nas trevas e nos seres espirituais. Maravilhei-me! Recordei o Salmo 24 que nos afirma que “do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam.” Nessa mesma direção, minha mente correu para o Salmo 19 que também nos diz que “os Céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos”. Sentado numa espreguiçadeira, o sol banhava o meu rosto. Não podia abrir os meus olhos, portanto aproveitei aquele momento gostoso de comunhão com o meu Senhor. Pensava agora em Sua soberania. Ele governa sobre todas as coisas e “faz tudo que lhe apraz” (Salmo 115:3). O conceito de Criador único sustenta o entendimento da soberania do trino Deus. Dentro desse conceito, tudo que existe pertence a Ele, inclusive Satanás e seus demônios. Você já parou para pensar nisso? Já ouviu alguma mensagem acerca desse tema? Nosso Deus é o Deus do universo. Ele governa sobre tudo e todos. Quando penso no Seu poder e na Sua magnitude, tremo. Sim, quem em sã consciência não tremeria ou não temeria? Basta uma só palavra dos Seus lábios e tudo acontece. Que poder indescritível  é esse? Todavia, é nesse exato momento que meu coração quase chega a explodir de alegria e contentamento.

Há muito tempo percebi em meu íntimo essa revelação, só não havia feito uma relação direta. Explico: Ao pensar no Deus poderoso que Ele é, estremecia. Contudo, ao vê-Lo como Pai, em meus pensamentos corria para ele e me atirava em Seus braços. É isso! Ele é o nosso Pai amoroso, terno, compassivo e clemente. Meu tempo na varanda estava acabando. Tinha muitas coisas a fazer e precisava retornar. No entanto, estava impactado e a experiência iria acompanhar-me por mais tempo. À noite, depois de conversar um pouco com minha filha que está na América, desliguei o telefone e, saudoso, fui para cama. Lá, novamente tudo veio à tona outra vez. Então, o Espírito trouxe ao meu coração  o texto acima: “Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração.” O Senhor lista três imperativos para nossa vida e, neles estão contidos a alegria a paciência e a oração. Se você está passando por uma dificuldade ou por um terrível problema, pense nesse Deus poderoso que temos. Ele está no controle de tudo e manda você se alegrar. Depois do caos, vem a ordem. Depois da luta vem a bonança. Depois do choro vem o riso. Descanse! É por causa da esperança que devemos ser pacientes na tribulação e perseverantes na oração. A esperança, a paciência e a oração são resultados da nossa relação com Deus. Elas brotam em nós porque sabemos em quem temos crido. E, por saber, ou seja, aquela convicção entranhada no coração, é que Paulo nos anima dizendo: “E essa pequena e passageira aflição que sofremos vai nos trazer uma glória enorme e eterna, muito maior do que o sofrimento” (2 Co 4:17 –NTLH). Portanto, levante-se! Alegre-se! Esse Deus tão maravilhoso que se revelou a nós na pessoa de Jesus e nos ajuda por meio do Seu Espírito Santo, nos conduzirá, até o fim, por caminhos de bênçãos, de glória e de paz. 

Para refletir: Você conhece realmente a Deus? Sabe que Ele se importa com você? Tem convicção do Seu grandioso poder? Pense na soberania de Deus. O que isso significa para você e que impacto tem em sua vida diária? 

N’Ele que domina sobre tudo e que detém toda a autoridade, 

Pr. Natanael Goncalves