Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis (Gálatas 5:17). 

O cinema foi criado para ser uma diversão. No entanto, filmes da categoria suspense e horror, não cumprem esse objetivo. Não para mim. É claro, quem vai ao cinema ou liga a sua televisão para assistir a filmes de tal espécie, já sabe, de antemão, o que lhe espera. Eu, sinceramente, não gosto desse tipo de filme, pois deixa de ser entretenimento para impor sentimentos de  pavor e aversão a muitos.  Não estou fazendo ou assumindo um papel de crítico de Hollywood, apenas iniciei a meditação de hoje tomando um gancho das telas cinematográficas. Mas, para que eu prossiga nessa linha, preciso dizer que gosto muito de filmes de aventura e coisas do gênero, principalmente aqueles do tipo 007 – um agente britânico com licença para matar. Para matar? Sim, acabar com bandidos e espiões que intentam o mal e planejam destruição. Mas o que tem isso a ver com a nossa meditação de hoje? Muito! 007 tem licença, não ordem para matar. Logo, ele decide o que fazer. No título que tomei emprestado dessa série de filmes, imaginei que o “agente” é o cristão. Espere um pouco e vou dar-lhe o significado do codinome do agente.

Volte os olhos para o texto acima. A Bíblia diz que nós estamos em guerra. Quando passamos pela experiência do novo nascimento (conversão), o Espírito de Deus vem habitar em nós e, a partir desse momento, inicia-se uma batalha entre o espírito e a nossa carne. É isso que o verso acima nos diz. Nesse ponto, é bom lembrar que possuímos duas naturezas: a divina e a terrena. O termo que Paulo usa para falar da nossa humanidade é a palavra carne. Ela representa o elemento corrupto da natureza humana. Seu apetite são as coisas que não agradam a Deus e se opõem a Ele. Quantos cristãos não estão atentos ao que a Bíblia diz a respeito do assunto. Ele é tão sério que Romanos 8:13 chega a dizer-nos que “se vivermos segundo (de acordo) a nossa carne (desejos), morreremos.” Essa essência terrena é um aliado de Satanás em nós mesmos. Ele a usa buscando e criando circunstâncias para incitar-nos aos desejos pecaminosos e contrários a Deus. Por isso, é necessário a morte da nossa natureza humana.

Note que eu disse que o agente é o cristão. O codinome Cl 3.5 é a ordem para matar. Você pode até achar interessante a brincadeira, mas ela é a mais pura realidade. Cl 3.5 quer dizer Colossenses 3.5 e a ordem é essa:  “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria.”  Observe que o verso 6 nos informa que por essas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência. Diferente do agente 007, nós não temos licença para matar, temos uma ordem: “Fazei, pois morrer!” Outra versão diz:”Mortificai!” A questão toda é: quem vence essa batalha? A sua natureza ou o espírito que vive em você? Não permita, em momento algum, ordenar os seus passos pelos sentimentos, emoções ou vontades pertinentes à sua natureza. 

Para refletir: Insiro o texto de Romanos 8:13-14 na versão NTLH. Examine a sua vida cristã e avalie como você tem procedido em relação ao tema da nossa meditação. Porque, se vocês viverem de acordo com a natureza humana, vocês morrerão espiritualmente; mas, se pelo Espírito de Deus vocês matarem as suas ações pecaminosas, vocês viverão espiritualmente. Pois aqueles que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus. 

N’Ele que pensa sempre o melhor a nosso respeito e espera a nossa obediência, 

Pr. Natanael Goncalves