propositos

 

E havia um homem de Zorá, da tribo de Dã, cujo nome era Manoá; e sua mulher era estéril e não tinha filhos. E o Anjo do SENHOR apareceu a esta mulher e disse-lhe: Eis que, agora, és estéril e nunca tens concebido; porém conceberás e terás um filho (juízes 13:2-3).

Hoje estava pensando no livro do Apocalipse. Esse bendito livro nos mostra que a história da humanidade foi escrita antecipadamente pelo Soberano Deus – o nosso Deus! Gosto de pensar nessa soberania. O Altíssimo detém o controle de tudo e de todos. Ainda que conceda uma liberdade limitada aos homens que criou, contudo, independentemente das suas escolhas, Ele está no leme dirigindo todas as coisas.

Pela Sua Palavra, vemos que o nosso Pai tem um caso de amor com os seus filhos e revela um cuidado especial para com eles. Ele interfere em suas vidas, age com providência e manifesta a Sua graça. Nas Escrituras o Seu caráter é revelado como o Deus compassivo, clemente e longânimo, grande em misericórdia e fidelidade. Terno de coração enquanto se mostra tardio para irar-se. Quem O conhece mais de perto e não de longe, também tem um caso de amor com Ele.

Fiz questão de iniciar a meditação de hoje com esses dois parágrafos para que fique bem claro em nossas mentes e corações que o nosso Deus é o Deus Único e Soberano. Com Ele está o poder e nada é maravilhoso demais aos seus olhos. [sws_blockquote align=”right” alignment=”alignright” cite=”” quotestyles=”style02″] Alguns, ao atravessar lutas e aflições, pensam que o Senhor os esqueceu ou que Ele não se importa com os seus problemas. Não! Essa é uma perspectiva totalmente errada. [/sws_blockquote]

Alguns, ao atravessar lutas e aflições, pensam que o Senhor os esqueceu ou que Ele não se importa com os seus problemas. Não! Essa é uma perspectiva totalmente errada. Toda a nossa existência, bem como as diversas situações pelas quais passamos, são controladas por Deus e tudo tem a ver com os Seus propósitos. Leia o texto de hoje. Para uma melhor compreensão, é preciso conhecer o seu contexto. O povo de Israel estava sob a opressão dos filisteus. O versículo 1 nos informa que os israelitas pecaram e fizeram o que era mal aos olhos do Senhor, pelo que os entregou na mão dos filisteus por quarenta anos. Com isto aprendemos que as vicissitudes e as aflições que experimentamos possuem um caráter pedagógico. No entanto, será que aprendemos com elas? No caso de Israel, uma rápida espiada no livro de Juízes, nos proporciona a perspectiva do ciclo de obediência e desobediência. Quando o povo abandonava os caminhos do Altíssimo, sofria as consequências das suas próprias atitudes. Quando porém, retornava, experimentava as bênçãos da obediência. Voltando à nossa história, observamos que em meio à opressão filisteia sobre Israel, Deus começa o seu trabalho para trazer juízo sobre os filisteus. É fantástico esse trabalhar do Senhor. Primeiro, Ele escolhe uma mulher estéril para gerar um homem que traria esse juízo sobre aquela gente opressora. Segundo, colocando os olhos sobre a situação daquela mulher, podemos ver que, muito provavelmente, ela deveria sofrer com a sua condição de esterilidade.  Não obstante esse é o operar de Deus. Em tudo Ele tem propósitos. Quem sabe aquela mulher não chorava e clamava aos céus por um filho? A sua dor pode representar, em diversas situações, a dor de muitos nos dias de hoje. Deus interferiu em sua situação dando-lhe a bênção enquanto cumpria o seu propósito. Não sei se você passa  por algum tipo de aflição, mas sei que a vida dos filhos de Deus está em Suas mãos. Se o choro e a dor bateram à sua porta, derrame as suas lágrimas em oração ao Pai, pois Ele que vê todas as coisas, certamente tem um propósito nessa dor. Ele não nos aflige por prazer, mas permite as aflições. O texto de Romanos 8:28, nos afirma que: “todas as coisas contribuem para o nosso bem”, cujo propósito você descobre no verso 29. Finalizando, um outro texto que se encontra no salmo 30:5, enche o nosso coração de paz e esperança: “… o choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.”

 

Para refletir: Paulo em Romanos 15:4, nos diz que todas as coisas que foram escritas (V. Testamento), para o nosso ensino, foram escritas. Será que você pode aprender com elas?

 

Em Cristo Jesus,

 

Pr. Natanael Gonçalves