Então, disse o Senhor a Josué: Levanta-te! Por que estás prostrado assim sobre o teu rosto? ( Josué 7:10).

Como o Senhor vê as nossas derrotas? Sem dúvida, elas são muito mais sérias para nós do que para Ele. Não fomos preparados para viver com o fracasso, pois nossa cultura exige sempre que avancemos de vitória em vitória. Quando, ocasionalmente, experimentamos a derrota em nossos projetos, nossa auto estima se vê afetada e, facilmente nos envolvemos numa nuvem de desânimo e pessimismo.

Os israelitas estavam eufóricos pelo tremendo triunfo que Deus lhes havia concedido sobre a indestrutível fortaleza de Jericó. Agora, porém, quando se lançaram na conquista de um pequeno povoado que não tinha a décima parte do tamanho de Jericó, se viram às voltas com a derrota e a humilhação. Intoxicados pela derrota infligida a Jericó, os israelitas viram como uma presa fácil o próximo objetivo militar de conquista: o povo de Ai.

Tomamos conhecimento do humilhante revés que sofreram nesse lugar e, com isso, nos lembramos que a derrota nunca é tão amarga e difícil de digerir como quando estamos certos de que tudo não passa de uma mera senda a ser transposta. Todavia, todas as recriminações do mundo não podem desfazer o que ocorreu. Quando caímos, devemos, imediatamente, levantar-nos e resolver a situação que nos levou à queda. Por esta razão, o Senhor perguntou a Josué: “por que estás prostrado assim sobre o teu rosto?” O Altíssimo o animou a levantar-se e fazer o que tinha que ser feito: limpar o povo de seu pecado.

Quando caímos, o inimigo quer nos manter ali, fazendo com que sintamos pena e lástima por nós mesmos enquanto renegamos a situação em que vivemos. Nosso amado Pai Celestial, todavia, nos quer outra vez em pé. Se temos coisas a confessar, devemos fazê-lo. Se temos pessoas a enfrentar, façamo-lo. Se há situações a corrigir, por que procrastinar? Façamos logo a correção necessária. Porém, não podemos perder tempo lamentando-nos pelos acontecimentos que estamos a vivenciar.

Se cair, não fique aí. Levante-se! O Senhor o quer em pé.

Para refletir: Seja enérgico nas situações onde seus sentimentos o convidam ao desânimo. As pessoas ao seu redor necessitam ver que você é alguém que não pode ser derrotado facilmente. Não se trata de parecer invencível, mas de atuar decididamente nos contratempos da vida. Todos nós passamos por situações adversas. Contudo, o cristão verdadeiro se caracteriza por não permitir que essas circunstâncias condicionem o seu avanço em direção ao objetivo que o Senhor lhe tem proposto.

N’Ele que pôs um objetivo atraente diante de Seus filhos (Fl 3:14),

Pr. Natanael Goncalves