Deparou o Senhor um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites no ventre do peixe (Jonas 1:17). 

Algumas pessoas dizem que a Bíblia é simplesmente uma coleção de contos de fadas. Um menino que mata um gigante. Um homem engolido por um grande peixe. A experiência de Noé ao construir a arca. Até mesmo alguns religiosos pensam que estes eventos são apenas histórias bonitas com uma moral. 

O próprio Jesus, no entanto, falou de Jonas e do grande peixe, de Noé e do dilúvio como sendo acontecimentos verdadeiros: “Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem. Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca, e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem” (Mateus 24:37-39). Sua volta acontecerá quando não estivermos esperando por ela. 

Jesus comparou os três dias de Jonas dentro da barriga do grande peixe aos três dias que Ele experimentaria na sepultura antes de Sua ressurreição (Mateus 12:40). E Pedro falou sobre Noé E o dilúvio comparando a um dia futuro quando Jesus voltar (2 Pedro 2:4-9). 

Deus nos deus Sua Palavra; é um livro repleto de verdade — não contos de fadas. E um dia viveremos felizes para sempre com Ele quando Jesus vier novamente e receber Seus filhos para si. 

Para refletir: Temos motivo para o otimismo se estivermos esperando pelo retorno de Cristo.

Pr. Natanael Gonçalves

 

Fonte: mrbc — CHK