Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor. —Salmo 27:14 

Ao ser apresentada em 1972, a câmera Polaroid SX-70 revolucionou a fotografia. Um artigo escrito por Owen Edward na revista Smithsonian descrevia a câmera como “um milagre da física, ótica e eletrônica”. Quando uma foto era tirada, “um quadrado branco saía pela frente da câmera e se revelava diante de nossos olhos”. As pessoas se encantavam com os resultados rápidos e imediatos. 

Oswald Chambers enxergou uma forte conexão entre nosso desejo por imediatismo e luxúria: “Luxúria significa, simplesmente, preciso ter isso agora; ela pode ser um apetite carnal ou uma possessão espiritual… Não posso esperar pelo tempo de Deus. Deus é indiferente demais; é assim que a luxúria opera.” 

No Salmo 27, Davi escreveu sobre sua espera em Deus num tempo de grande tribulação, em que nenhuma solução era visível. Em vez de entregar-se ao desespero, ele manteve sua confiança de que veria “…a bondade do Senhor na terra dos viventes” (v.13). 

Vivemos em um mundo que adora o imediato. Quando parece não haver sinal de satisfação dos nossos mais profundos anseios, o salmista nos incita a nos apegarmos ao Deus eterno. “Espera pelo Senhor, tem bom ânimo, e fortifique-se o teu coração; espera, pois, pelo Senhor.” (v.14). 

Para refletir: A resposta ao nosso desejo do “imediato”,  é concentrarmos no Eterno. 

Pr. Natanael Gonçalves 

Fonte: mrbc — DCM