O-nome-do-Pai-300x195

Manifestei o teu nome aos homens  que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra”  (João 17:6).

Na oração sacerdotal de Jesus encontramos uma admirável apresentação das metas que haviam guiado seu ministério durante o tempo de sua peregrinação entre os homens. A primeira, está enunciada no versículo de nossa devocional de hoje. A segunda, mencionada no verso 8, foi que Jesus se propôs a dar-lhes “as palavras que me deste”.

Em muitos sentidos, este é o resumo da tarefa que enfrenta todo cristão que prega o evangelho. Você prega a Palavra a outros? Como você pode comunicar de forma efetiva a Palavra do evangelho? Esta passagem nos dá uma clara ideia do caminho a seguir. Devemos entregar as Palavras do Pai e revelar as características de Seu nome. A entrega da Palavra tem sido um dos enfoques principais de grande parte de líderes de muitas igrejas, ainda que reconhecemos que há seguimentos da igreja que carecem de ensinamentos bíblicos. Muitas igrejas se desenvolvem em infinidades de reuniões onde a verdade é compartilhada, ensinada e pregada. Não obstante, muitos conhecem a Palavra, mas não o Deus da Palavra.

Notemos que Cristo combinou o ensino da Palavra com a revelação do nome do Pai. A que se refere isto? Simplesmente ao fato de que Jesus não somente entregou os preceitos da Palavra eterna de Deus, como também trouxe a revelação quanto ao coração do Autor daquela Palavra. Não podemos deixar de destacar esse segundo aspecto que é absolutamente fundamental.  Quando a Palavra é entregue sem uma revelação do coração de Deus, pode levar a um legalismo pesado e sufocante. As exortações contidas nas Escrituras são muitas, e quem as lê sem conhecer ao Pai, pode concluir que este Deus não passa de um tirano. Por esta razão, Jesus se ocupou em revelar aos seus seguidores o coração terno do Deus da Palavra. Quando percebemos a compaixão do Pai, bem como o Seu desejo em fazer-nos o bem, começamos a ver a Palavra com outros olhos. Já não são as demandas caprichosas de um Deus excessivamente severo, mas as afetuosas instruções de um Pai que anela profundamente compartilhar todas as coisas boas com Seus filhos. 

Para refletir: Você revela o nome do Pai às pessoas? Elas percebem que você O conhece intimamente? A revelação do caráter de Deus é algo marcante em sua vida? Se você O conhece assim, é dessa maneira que você testemunha do evangelho? Se você não está desfrutando das bondades do nosso Pai Celestial, por mais que você pregue a Palavra, você não poderá revelar o nome de Deus. Não perca a oportunidade, neste dia, de desfrutar de tudo aquilo que Deus é na pessoa de Jesus e por meio do Seu Espírito que habita em nós. 

No amor de Deus Pai que se revelou em Cristo, 

Pr. Natanael Goncalves.