Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito, contra a carne; e estes opõem-se um ao outro; para que não façais o que quereis (Gálatas 5:17).

Gosto muito de filmes de aventura e coisas do gênero, principalmente aqueles do tipo 007 – um agente com licença para matar. Nesta reflexão, imaginei que o “agente” é o cristão. Volte os olhos para o texto acima. A Bíblia diz que nós estamos em guerra. Quando passamos pela experiência do novo nascimento (conversão), o Espírito de Deus vem habitar em nós e, a partir desse momento, inicia-se uma batalha entre o Espírito e a nossa carne.

O termo que Paulo usa para falar da nossa humanidade é a palavra carne. Ela representa o elemento corrupto da natureza humana. Seu apetite são as coisas que não agradam a Deus e se opõem a Ele. O assunto é tão sério que Paulo nos diz que se vivermos segundo a nossa carne (desejos), morreremos (Rm 8:13). Note que eu disse que o agente é o cristão. O codinome Cl 3.5 é a ordem para matar. Você pode até achar interessante a brincadeira, mas ela é a mais pura realidade. Cl 3.5 quer dizer Colossenses 3.5 e a ordem é essa:  “Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria. Não ordene a sua vida pelos seus sentimentos, emoções ou vontades pertinentes à sua natureza terrena, antes faça-a morrer!

Momento de Reflexão: O cristão não deve permitir, em tempo algum, que a sua carne exerça primazia em sua vida. Seja na família, no ambiente de trabalho, nos relacionamentos ou na igreja. Paulo cita aquilo que é pertinente à natureza carnal em Gálatas 5:19-21. Medite neste texto e ordene os seus caminhos sob a direção do Espírito de Deus. 

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves