Amor e Fidelidade (Ler 1 Pedro 4.12-14) 

não estranheis o fogo ardente que surge no meio de vós, destinado a provar-vos, como se alguma coisa… (1 Pedro 4:12). 

O verbo estranhar tem o sentido de surpreender, assombrar. Com isto poderíamos começar o versículo assim: Amados, não se deixem surpreender… Louw Nida amplia um pouco mais o entendimento, vinculando-o à expressão “de boca aberta”. Dessa forma, podemos compreender que o estado daqueles irmãos era de verdadeira surpresa pelas provas que estavam passando. Seus sofrimentos não se harmonizavam com aquilo que conheciam de Deus, nem com a ideia da salvação. Como já vimos, a tribulação que estas igrejas suportavam era de uma intensidade notável, no entanto, o fogo da prova aumentaria ainda mais.

Alguns deles chegariam a ser martirizados, outros sofreriam fisicamente, outros ainda experimentariam perdas econômicas e tudo porque professavam a sua fé em Jesus e caminhavam em obediência a Ele. Aqueles irmãos, sem dúvida, conheciam numerosas passagens bíblicas que falavam do amor e da proteção de Deus, sem mencionar muitos outros exemplos que eles mesmos conheciam a respeito da intervenção do Pai para salvar aos que estavam em risco de morte ou destruição. Mesmo sabendo que isto sucedeu com os cristãos do primeiro século e com uma infinidade de outros irmãos ao longo da história, não conseguimos compreender. Sim, ficamos de boa aberta. Qual o motivo daqueles cristãos permanecerem firmes? O mesmo que devemos ter nos dias atuais: amor e fidelidade a Cristo.

Pr. Natanael Gonçalves