Investigando, atentamente, qual a ocasião ou quais as circunstâncias oportunas, indicadas pelo Espírito de Cristo, que neles estava, ao dar de antemão testemunho sobre os sofrimentos referentes a Cristo e sobre as glórias que os seguiriam (1 Pedro 1:11).

Os versos 10,11 e 12, mostram a chave para captarmos e apreciarmos o grande impacto que possui esta primeira carta de Pedro. O ensino é este: Nós, cristãos, experimentamos primeiro o sofrimento e, depois, desfrutamos a glória. O escritor de Hebreus confirma o ensino: “olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” (Hb 12:2). 

O mesmo sucede na vida do cristão. A cruz vem antes da coroa; a terra vem antes do céu; o sacrifício antes do triunfo; a guerra antes da vitória. Quando o Senhor permite a dor, a dificuldade e os problemas, temos que confiar e esperar n’Ele, porque no fim, virá a vitória e, juntamente com ela, a tranquilidade. Você se lembra de ter experimentado alguma situação difícil e, depois, como resultado, algo bom?

Momento de reflexão: Pense em várias razões por que o cristão pode se alegrar em meio às tribulações. Lembre-se ainda do Salmo 30.5: Ao anoitecer, pode vir o choro, mas a alegria vem pela manhã. Se você estiver passando por uma aflição neste momento, se apegue às promessas de Deus e fique firme.

Naquele, cujos os olhos estão sobre os Seus filhos,

Pr. Natanael Gonçalves