…Eis que, agora, és estéril e nunca tens concebido; porém conceberás e terás um filho (Juízes 13:3).

Pela Palavra de Deus, vemos que Ele possui um caso de amor com os seus filhos e revela um cuidado muito especial para com eles. Ele interfere em suas vidas, age com providência e manifesta a Sua graça. Nas Escrituras, Ele é revelado como o Deus compassivo, clemente e longânimo, grande em misericórdia e fidelidade.

Toda a nossa existência, bem como as diversas situações pelas quais passamos, são controladas por Deus e tudo tem a ver com os Seus propósitos. Para uma melhor compreensão do texto, é preciso conhecer o seu contexto.  Por causa do pecado, Israel estava sob a opressão dos filisteus. Em meio à essa opressão, Deus escolhe uma mulher estéril para gerar um homem que traria esse juízo sobre aquela gente opressora. Colocando os olhos sobre a situação daquela mulher, podemos imaginar a sua dor e quem sabe, um clamor que se elevava aos céus por um filho. Deus interferiu em sua situação dando-lhe a bênção enquanto cumpria o seu propósito. Se o choro e a dor baterem à sua porta, saiba: em tudo há propósitos de Deus para a sua vida! Descanse, Ele está no comando!

Para refletir: Nenhum filho do Altíssimo quer passar pela tormenta ou pela dor. Todavia, a vida aqui na terra, proporciona a todos, sem distinção, situações difíceis. Não obstante, o que se deve ter em mente e também no coração, é que o Senhor tem o controle da vida dos Seus. Nada pode passar despercebido aos Seus olhos. Portanto, se o mar está revolto, saiba: Ele está no controle da Sua vida.