Elias era um homem sujeito às mesmas paixões que nós, e, orando, pediu que não chovesse, e, por três anos e seis meses não choveu sobre a terra” (Tiago 5:17). 

A oração é uma ferramenta fantástica que Deus deu aos seus filhos. Não se trata simplesmente de um instrumento para fazermos os nossos pedidos, mas sobretudo, a oração expressa a nossa comunhão com o Senhor e, por meio dela, também manifestamos o nosso louvor, a nossa admiração e a nossa adoração. Muitas coisas não entendemos, e a oração é uma delas, pois Deus poderia realizar o que desejasse sem a nossa participação.

Não obstante, pelos exemplos bíblicos, vemos que não é assim. Antes, Ele deseja que seus filhos orem e O busquem para que a Sua vontade seja realizada na terra.  Robert Law disse: “A oração é um instrumento poderoso não para fazer com que a vontade do homem seja feita no céu, mas para fazer com que a vontade de Deus seja feita na terra.” Quando Deus quer realizar algo, Ele leva os seus filhos à oração.

Deus já havia dito a Elias que iria mandar chuva sobre uma terra que não chovia há três anos e seis meses. Mas Ele não o fez sem que antes essa chuva fosse fecundada através da oração de Elias. Sem dúvida, Deus quer realizar algo tremendo na sua vida, na sua igreja, na sua cidade e na vida de seus familiares. Ele quer salvar vidas, libertar vidas e mudar situações. Quem se dispõe à oração?

Momento de reflexão: Sempre tentamos resolver as coisas buscando saídas humanas. Como cristãos, não deveríamos, antes de mais nada, dobrar os joelhos e levar tudo a Deus em oração? Ele se compraz em responder as nossas orações e o próprio Senhor Jesus nos afirma que as orações respondidas, alegra o nosso coração (João 16:24). Você gasta tempo na oração diária?

Pr. Natanael Gonçalves