Nas pisadas de Cristo (Ler Salmo 17.5) 

deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas (1 Pedro 2:21). 

O sofrimento que nos aflige por causa da nossa fé, como explica Paulo em Filipenses 1.29, foi concedido por Cristo, porém nunca será em lugar Dele. Em outras palavras: se Jesus não sofresse em nosso lugar, todos os seres criados seriam antagonistas profanos, e o céu existiria somente para a Trindade e os santos anjos. Nós, crentes em Cristo, devemos continuar em Sua trilha e não inventarmos a nossa. A ênfase está no que Jesus fez, não no que nós fazemos, e assim será por toda a eternidade. No entanto, observe que temos que caminhar sobre as “suas pisadas” ou, literalmente, “seguir sobre suas pegadas”.

Note que o termo está no plural e isto quer dizer uma linha de pegadas, e para entender melhor, seria como um caçador que saindo para caçar, segue as pegadas de um animal. Usei essa ilustração somente para buscar uma melhor compreensão, contudo destaco uma pergunta: aonde vão as pegadas de Jesus? Talvez, poderíamos supor que essas pegadas subam ao céu e vão à presença de Deus. Há, contudo, uma objeção constatada: o céu não é o lugar imediato aonde ir, pois as últimas pisadas de Jesus foram em direção à cruz. Pisar em Suas pisadas, significa que Ele é o modelo que devemos seguir. João destaca: aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como Ele andou (1 João 2.6). Você anda nas pisadas de Jesus?

Em Cristo, o Senhor da glória,

Pr. Natanael Gonçalves