O olhar do Salvador (Ler Lucas 22.61-62). 

…fixou os olhos em Pedro, e Pedro se lembrou da palavra do Senhor, como lhe dissera: Hoje, três vezes me negarás… (Lc 22.61). 

Ao registrar uma cena marcante, Lucas nos dá um quadro que penso ser um dos mais aflitivos das Escrituras: Jesus fixou os olhos em Pedro, enquanto este o negava pela terceira vez. O verso seguinte diz que Pedro saiu e chorou amargamente. Imagine o lamento e o grito profundo que brotou de sua alma que se esvaiu em lágrimas. Agora, preste atenção: o olhar de Jesus não era somente para Pedro. Esse olhar também nos encontra quando nós o negamos. Nos encontra quando estamos consumidos pelo sofrimento e a injustiça do mundo e, seja com os pensamentos ou com palavras, murmuramos e o censuramos por não intervir de forma apropriada como desejávamos. 

O olhar de Jesus nos encontra quando afirmamos com soberba que o seguiremos por onde quer que vá, inclusive até à morte, se preciso for. Porém, logo reclamamos quando recebemos uma ordem contrária ao que esperávamos. Se você põe os olhos apenas em sua dor, você não poderá olhar para a face de Jesus. Compreender o sofrimento do Salvador a um nível um pouco mais profundo, muda nossa perspectiva e nos converte em adoradores em meio às nossas aflições. Muitos, no desespero do sofrimento, chegam a dizer que Deus se esqueceu deles. Ledo engano! Anote: Deus permite o sofrimento na vida de Seus filhos com propósitos em mente e um dos mais importantes é o de fazer-nos parecidos com Cristo (Rm 8:29). Reflita!

No amor de Cristo,

Pr. Natanael Gonçalves