E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar e a dizer: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim! E muitos o repreendiam, para que se calasse… (Marcos 10:47-48).

Este texto nos ensina que, para se alcançar mudanças em nossas vidas, temos que estar insatisfeitos com o que temos.  Não há dúvidas de que este sentimento pode ser o começo de algo  novo. Contudo, quero ressaltar que nem toda insatisfação leva à busca de algo melhor. Em muitas pessoas a insatisfação é um estado permanente que somente lhes serve para que vivam amarguradas e ressentidas.

Para se alcançar mudanças na vida, é necessário que tenhamos a convicção de que Jesus tem o que buscamos. Bartimeu cria que Jesus podia resolver a sua situação. Estava disposto a buscar dele aquilo que necessitava, ainda que se necessário fosse, a gritos. Aprendemos com Bartimeu que para obtermos uma mudança, temos que estar dispostos a cerrar os ouvidos àqueles que nos querem desanimar. Ao começar a gritar, muitos dos que estavam ao seu redor o repreenderam  dizendo que se calasse. Bartimeu estava desesperado e, isso o levou a pedir a plenos pulmões que Jesus o curasse. O Senhor o ouviu e lhe devolveu a vista, demonstrando assim, que muitas bênçãos no reino, são dos atrevidos.

Para refletir: Há coisas na vida de um cristão que devem gerar insatisfação. Por exemplo: sua vida espiritual! Você está satisfeito com ela ou você quer mais de Deus? Alguém pode dizer que está tudo bem, mas a mesmice espiritual nos leva à apatia. Este foi só um exemplo, contudo, existem outras situações que deveriam levar-nos à mesma atitude daquele que era cego e, depois, recebeu a bênção do Senhor. Examine-se, e seja atrevido (a)!

Pastor Natanael Gonçalves