Participantes da Batalha (Ler Jó 1.8-12). 

Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, temente a Deus… (Jó 1.8) 

Analisando um caso de sofrimento nas Escrituras – o caso de Jó, vimos que foi Satanás, e não Deus, quem assassinou os filhos de Jó e causou profunda dor àquele servo do Altíssimo. Um detalhe interessante foi que Jó atribuiu a Deus e não a Satanás, os sofrimentos que atravessava, posto que ele ignorava o papel de Satanás. Foi Deus que iniciou a prova perguntando a Satanás: Você observou meu servo Jó? Note a resposta capciosa: Porventura, Jó debalde teme a Deus?  O argumento de Satanás foi o de que Jó servia a Deus por aquilo que recebia Dele, não porque Ele era o Verdadeiro Deus, Único e digno de ser amado e adorado. “Estende, porém, a mão, e toca-lhe em tudo quanto tem, e verás se não blasfema contra Ti…” (Jó 1.11).

Essa acusação pode nos deixar gelados se considerarmos as implicações de um ataque satânico como esse em nossas vidas. Era de se esperar que Satanás pleiteasse que Deus retirasse a proteção de Jó, todavia o que nos choca é que o Senhor o concedeu. Não temos todas as respostas, mas também não fomos deixados em completa ignorância espiritual. Ao observarmos a vida de Jó, podemos perceber uma das razões pelas quais sofrem os fiéis seguidores de Jesus. Há uma guerra espiritual, na qual Satanás é o adversário de Deus e de Seu povo, e isso nos inclui dentro do contexto. Quantos, em nossos dias, estão conscientes dessa verdade?

Pr. Natanael Gonçalves