Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações (1 Pedro 1:6).

Se o Senhor permite uma prova, é porque ela é imprescindível. Ele não deseja que soframos sem propósito, pois quando está cumprindo seus maravilhosos e eternos desígnios, o alvo é o nosso bem. Estamos na “escola de Deus”, por isso Ele está forjando-nos para que sejamos como Jesus e transformando-nos dia a dia para mostrarmos ao mundo como a Sua divina pessoa é. Em outras palavras, Ele está preparando-nos para chegarmos ao Céu. Paulo escreveu aos Romanos  dizendo que, para nós, crentes em Cristo, todas as coisas cooperam para o nosso bem (Rm 8:28).

Lembremo-nos como se prepara um bolo. As nossas esposas ou mães, ou até mesmo alguns maridos ou aqueles familiarizados com a cozinha, utilizam em sua elaboração ingredientes que, sozinhos, não possuem um bom sabor, como por exemplo a farinha e o fermento. No entanto, outros são apetitosos, como o açúcar e as frutas, quando são usados. Deste mesmo modo são as experiências que Deus desenha para seus filhos. Algumas são agradáveis e outras não. Todavia, todas contribuem para fazer um saboroso “bolo” quando sai do forno. Sei que não é fácil, mas quando temos o conhecimento de que o Senhor está no comando de tudo, resta-nos, então, o descanso e a alegria.

Momento de Reflexão: As lutas, dificuldades e situações complicadas, nos põem para baixo. Por outro lado, as Escrituras nos dão uma visão correta do que elas significam para nós. A nossa responsabilidade é escolher onde desejamos estar. Se escolhermos ficar ao chão, o que nos sobra é o lamento e a queixa. Se escolhermos o regozijo, como nos mostra a Palavra de Deus, veremos o Senhor agir e passaremos no teste. Qual é a sua escolha?

No amor de Cristo,

Pr. Natanael Gonçalves