Uma pulga atrás da orelha (Ler 1 Pedro 3.13-14) 

Mas, ainda que venhais a sofrer por causa da justiça, bem-aventurados sois… (1 Pedro 3.14). 

A palavra grega para bem-aventurado é makarios, a qual, originalmente, significava feliz. Com o tempo, a palavra tomou o sentido de alguém que goza de um favor divino concreto. Sabendo disso, observe que o texto de Pedro pode causar-nos surpresa quando ele se refere à uma pessoa abençoada por Deus. Ele está afirmando que eles estavam num estado de bênçãos ao passar pelo sofrimento. Veja bem: com Jacó, em parte, podemos entender que a bênção foi posterior à luta com Deus, e com Jó, vimos a bênção posterior ao sofrimento ou às provas. Não nos parece confuso afirmar que somos abençoados em meio à dor? 

Talvez sejamos capazes de ver as bênçãos resultantes de qualquer prova que suportamos, mas será que consideramos a prova como uma bênção para nós? Essa questão não pode ser respondida de forma natural, humana. Será que podemos ter uma visão mais clara sobre o assunto nas Escrituras? Note que Jesus também diz o mesmo: Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Você diria: estou convicto que sou abençoado por Deus porque me perseguem? Isto não está de acordo com a nossa mentalidade e não combina em nada com o que esperamos das bênçãos de Deus. Vou discorrer mais à frente, mas a despeito das dúvidas, devemos confiar no que o Senhor diz. Concorda?

Pr. Natanael Gonçalves