PROBLEMA: Não é este um clássico exemplo de intolerância religiosa, um notório caso de massacre? Além disso, não era contrário à lei judaica matar os profetas de Baal por causa de suas crenças?

SOLUÇÃO: Conforme a Lei de Moisés, até mesmo profetas judeus deveriam ser mortos por falsas profecias (Dt 18:20). Além disso, a idolatria era punida com a morte (Êx 22:20), assim como a blasfêmia (Lv 24:15-16) e o adultério (Lv 20:10), e os profetas de Baal tinham praticado todos esses pecados. Considerando ainda que esses falsos profetas estavam também envolvidos numa traição à teocracia judaica, a punição que eles receberam não é surpreendente, e é certamente justificável por um Deus que não é apenas soberano sobre toda vida (Dt 32:39; Jó 1:21), mas que é também absolutamente justo na execução da justiça (Gn 18:25).