Deus fica com ciúmes?

PROBLEMA: A Bíblia não apenas diz que Deus é um “Deus zeloso”, mas declara também que “o nome do Senhor é Zeloso; sim, Deus zeloso é ele” (Êx 34:14). Ora, ser zeloso não é ter ciúmes? E o ciúme não é pecado? Assim, se Deus é absolutamente santo, então como pode ser ele ciumento?

SOLUÇÃO: Deus é “ciumento” no bom sentido da palavra; ou melhor, ele é zeloso, como o texto de nossa versão diz, e não “ciumento” no sentido comum da palavra. Ele é zeloso pelo amor e devoção do seu povo (cf. Êx 20:5). Paulo falou de um “zelo de Deus” (2 Co 11:2). Esses versículos que falam do zelo de Deus estão todos no contexto da idolatria. Como um verdadeiro ser que ama, Deus zela para que ninguém roube a devoção que lhe dá aquele a quem ele ama. O zelo de Deus não é por causa de algo que não lhe pertença; pelo contrário, o seu zelo é para a proteção do que de fato lhe pertence, a saber, a sua total supremacia. Não é pecado Deus reivindicar lealdade de suas criaturas, porque ele é o Criador e sabe que é melhor para elas não fazerem um compromisso decisivo com o que nada representa (ídolos). Somente um compromisso total com aquele que tudo representa é que satisfará completamente o coração humano. Deus é zeloso para proteger isso.