PROBLEMA: Por um lado a Bíblia fala contra a bebida forte, declarando ser ela escarnecedora e alvoroçadora (Pv 20:1). Por outro lado, Salomão declara: “Dai bebida forte aos que perecem, e vinho aos amargurados de espírito”. Isso não nos encoraja a beber bebidas alcoólicas fortes?

SOLUÇÃO: A Bíblia condena com vigor o abuso de se beber socialmente a bebida forte, mas não o seu uso medicinal. Aqui é claro que se trata de um uso medicinal, já que se diz que a bebida deve ser dada àqueles “que perecem”, ou que estejam com profunda dor ou em choque (“amargurados de espírito” ou em “pobreza”, v. 7). O uso da bebida desta forma e com este propósito não é proibido nas Escrituras. Com efeito, o álcool corretamente ministrado tem poder de cura tanto no interior do corpo (1 Tm 5:23) como no seu exterior (Lc 10:34). Mas o abuso da bebida forte e o cair em embriaguez é proibido nas Escrituras (cf. 1 Co 5:11; 1 Tm 3:8).