lendoa

PROBLEMA: Paulo afirma que “o ídolo, de si mesmo, nada é no mundo”. Contudo, a Bíblia repetidamente condena a idolatria (cf. Êx 20:4), e até mesmo Paulo disse que há demônios por trás dos ídolos (1 Co 10:19). Está ele então declarando que os demônios nada são? 

SOLUÇÃO: Paulo não nega a existência de ídolos, mas simplesmente a cumplicidade de eles afetarem crentes maduros que comerem carne que lhes tenha sido oferecida (cf. 8:1). Não é a realidade dos ídolos, mas é a sua divindade que Paulo nega. O diabo realmente engana os idolatras (1 Co 10:19), mas ele não pode destruir a carne que Deus criou e que disse ser algo bom (Gn 1:31; 1 Tm 4:4), mesmo que alguém a tenha oferecido a um ídolo.