PROBLEMA: João afirma: “Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado” (1 Jo 3:9). Mas no primeiro capítulo ele falou com clareza que “se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós” (1 Jo 1:8).

SOLUÇÃO: Em parte alguma João declara que os crentes são imunes ao pecado ou que nunca pecam. Em 1 João 3:9 o verbo está no tempo presente e deveria ser traduzido da seguinte maneira: “Aquele que é nascido de Deus não peca habitualmente”. De modo contrário, aquele que habitualmente pratica o pecado não é nascido de Deus. Como Tiago argumentou, a fé verdadeira produzirá boas obras (Tg 2:14ss). Se um porco e um cordeiro caírem num lamaçal, o porco vai querer ficar lá; mas o cordeiro fará de tudo para sair. Tanto o incrédulo como o crente podem cair no mesmo pecado, mas o crente não pode permanecer nele, sentindo-se confortável.