PROBLEMA: João declara que aqueles que negam que Jesus veio em carne são do Anticristo. Enquanto todos os ortodoxos cristãos admitem que isso significa que Jesus foi completamente humano, até mesmo tendo um corpo físico de carne antes de sua ressurreição, alguns sustentam que Jesus não ressuscitou dos mortos com o mesmo corpo de carne e ossos que tinha quando morreu, mas com um corpo que não era essencialmente material. O que esse versículo quer dizer?

SOLUÇÃO: João emprega o verbo no tempo perfeito do grego, que significa uma ação passada com resultados que continuam até o presente. Assim, ele afirma que Jesus veio em carne no passado e continua em carne no presente (i.e., no momento em que ele estava escrevendo, que foi após a ressurreição). Isso é melhor esclarecido por meio do uso feito por João dessa mesma frase, porém no tempo presente. Ele declarou que muitos enganadores “não confessam Jesus Cristo vindo [no tempo presente]em carne” (2 Jo 7). Disso fica claro que, mesmo depois da ressurreição, quando João escreveu, ele insistiu que Jesus ainda permanecia em carne. Finalmente, além dessas duas passagens nas epístolas de João, há dois outros textos do NT que declaram de modo explícito ser de carne o corpo ressurreto de Cristo. Referindo-se à ressurreição de Cristo, Pedro declarou que “nem a sua carne viu a corrupção” (At 2:31). O próprio Jesus disse a seus discípulos numa de suas aparições depois da ressurreição: “Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e verificai, porque um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho” (Lc 24:39).