PROBLEMA: De acordo com essa passagem: “perto está o Senhor”. Entretanto, outras passagens descrevem a vinda de Cristo como não sendo imediata, mas sendo precedida por alguns eventos. “Porque isto [o Dia do Senhor] não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição” (2 Ts 2:3).

A volta de JesusSOLUÇÃO: Os estudiosos da Bíblia respondem a essa questão de dois modos diferentes, dependendo do seu ponto de vista a respeito das coisas futuras (escatologia). Posição não iminente. Aqueles que creem que a vinda de Cristo não é iminente consideram que os versículos que dela falam como sendo “próxima” estão dando apenas descrições gerais, não um plano de tempos estabelecidos. Observam que “os últimos dias” incluem todo o período compreendido entre a primeira e a segunda vindas (cf. Hb 1:1; 1 Io2:18). Assim, não veem dificuldade nas passagens (como 2 Tessalonicenses 2:3) que falam de alguns eventos que têm de ocorrer primeiro, antes da volta de Cristo. Isto é, creem ser verdadeiro, num sentido geral, que “perto está o Senhor”, mas negam que isso signifique que ele possa voltar literalmente a qualquer momento. Alguns eventos específicos, tal como “a apostasia”, deverão acontecer antes da real volta de Cristo. Posição iminente. Outros estudiosos da Bíblia, entre os quais nos incluímos, tomam literalmente os versículos que falam que a vinda de Cristo está “perto” (Fp 4:5; cf. 1 Pe 4:7). Eles declaram que, de outra forma, ela não poderia ser a “bendita esperança” dita pôr Paulo (Tt 2:13), nem poderia ser “esta esperança” purificadora mencionada por João (1 ]o 3:2-3). Além disso, por que o crente seria então exortado a vigiar e ficar sóbrio (1 Ts 5:6), para não ser apanhado de surpresa (cf. 1 Ts 5:1-2,4)? Eles creem, ainda, que se houvesse sinais evidentes e eventos que teriam de ocorrer antes da volta de Cristo para os crentes, então saberíamos “o dia e a hora” (Mt 24:36) ou “tempos ou épocas” (At 1:7), que Cristo disse que não podemos saber. De acordo com essa posição, então, quando a Bíblia fala da volta de Cristo como sendo um acontecimento iminente, sem sinais precedentes, que poderá se dar a qualquer momento, ela está falando da vinda de Cristo no ar para resgatar os seus santos antes da tributação (i.e., o arrebatamento de 1 Ts 4:13-18). E quando as Escrituras falam acerca de sinais e eventos que terão de ocorrer antes da volta de Cristo, ela está se referindo à sua vinda com os santos para a terra, depois da tribulação (Mt 24:29-30). Os dois aspectos da volta de Cristo podem ser delineados da seguinte maneira: 

A VOLTA PARA AQUELES QUE SÃO FIÉIS 

  • Antes da tribulação
  • No ar
  • Não há sinais
  • Iminente
  • Próxima
  • Poderá ser até mesmo “agora”

A VOLTA COM OS SANTOS

  • Depois da tribulação
  • Na terra
  • Muitos sinais
  • Não iminente
  • Ainda para vir
  • Será em futuro breve 
[clear]