Jesus se contradisse quando se referiu àqueles que são por ele?

PROBLEMA: Em Lucas 9:50, Jesus diz que “quem não é contra nós é por nós” (SBTB). Contudo, em Lucas 11:23, ele diz: “quem não é comigo é contra mim” (SBTB). Qual dessas posições é a correta?

SOLUÇÃO: Primeiramente, a melhor tradução de Lucas 9:50 é a que se encontra na ARA e, com leves alterações, em outras versões em português, em que no lugar de “nós” acha-se “vós” [ou “vocês”]: “quem não é contra vós outros é por vós”. O original grego é claro a respeito do pronome empregado. A maioria dos manuscritos gregos anteriores ao século VIII a. D. não contém a forma “contra nós… por nós”. Sendo assim, o problema inexiste. Segundo, os contextos nos dois casos são diferentes. Nas duas passagens, a expulsão de demônios está em cena. Em Lucas 9, um certo homem, que não era um dos doze discípulos, estava expulsando demônios em nome de Jesus, e João quis que ele parasse com isso (9:49). Jesus instruiu os seus discípulos que não o proibissem, “pois quem não é contra vós outros é por vós”. Em Lucas 11 a situação é diferente. Jesus tinha expulsado um demônio de alguém e algumas pessoas estavam dizendo que ele expelia demônios pelo poder de Belzebu, o maioral dos demônios (vv. 14-15). Essas pessoas estavam contra a obra do Senhor, ao passo que o homem de Lucas 9 estava fazendo a obra em nome de Jesus. Um era a favor do Senhor, ao passo que os outros estavam contra o Senhor. Assim, realmente não há contradição alguma.