PROBLEMA: Esse versículo diz que devemos “evitar” aquele que está pervertido, e em 1 Coríntios 5 o membro da igreja que era adúltero foi excomungado (v. 5). Mas em 2 Timóteo 2:25 os líderes são exortados a disciplinar “com mansidão os que se opõem, na expectativa de que Deus lhes conceda… o arrependimento”. 

SOLUÇÃO: A severidade da ação da igreja vai depender da seriedade do pecado do membro que esteja sendo disciplinado. Aqueles que estão vivendo em imoralidade, depois de serem exortados a mudar sua vida, deveriam ser expulsos, já que o pecado deles é contagioso e tem o efeito de corromper os demais (1 Co 5:5-7). Mesmo assim, se tais pessoas se arrependerem, elas devem ser readmitidas na igreja (cf. 2 Co 2:6-7), já que o propósito primário da disciplina não é rejeitar, mas corrigir. A grande diferença na severidade da disciplina encontrava-se no arrependimento de quem era disciplinado. Se ele se arrependia, deveria ser reintegrado (2 Co 2:6-7). Se não, então “depois de admoestá-lo primeira e segunda vez” (Tt 3:10), ele deveria ser lançado fora.