Conhecer a Deus 1O Conhecimento de Deus – Parte Final

A Bíblia apresenta o Deus Criador em busca do homem. Desde o Gênesis, vemos o Senhor procurando-o, pois o seu coração é pleno de amor pelo ser humano (João 3:16). Em várias partes das Escrituras, observamos esse amor, mas é em Jesus que essa revelação se faz de forma plena. Portanto, ao falarmos sobre o conhecimento de Deus, devemos ter em mente a pessoa de Jesus Cristo.

Em Jesus, Deus irrompe em nosso mundo em forma humana para que todo aquele que deseje, possa conhecer a Deus, tal como Ele realmente O é. Outros têm sido porta-vozes de Deus (os profetas, por exemplo), mas Jesus é mais que um porta-voz. Ele mesmo é toda a essência de Deus encarnado, Deus feito homem. Deus não só fala através dele, mas fala nele (Hebreus 1:1-2). Em outras palavras, Ele é a mesma linguagem de Deus. Tudo o que fez, além do que disse, é a expressa comunicação fiel do caráter de Deus. Ele é o Verbo eterno (João 1:1-2), a perfeita e definitiva transmissão da auto-revelação de Deus, Aquele que veio do céu para mostrar-nos como Deus é, e para elaborar o caminho, por meio do qual, podemos chegar a conhecê-Lo. Em Jesus, o Deus inaudível, se faz audível, o Deus invisível, se faz visível:

Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou… E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai… Eu e o Pai somos um…Quem me vê a mim vê o Pai (João 1:18,14; 10:30; 14:9). 

Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser… (Hebreus 1:3). 

Ao examinarmos os evangelhos, sustentamos que é impossível conhecer a Deus à parte de Jesus. Ele é o único que possibilita a reconciliação do homem com Deus e lhe abre acesso ao Pai Celestial:

Porquanto há um só Deus e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem (1Timóteo 2:5).

Nosso conhecimento de Deus decorre da revelação de Deus em Jesus Cristo. Conhecer a Jesus, é conhecer a Deus. Se quisermos saber como Deus é, devemos meditar sobre a vida de Jesus. Se desejarmos entrar em uma relação vital com Deus, somente poderemos fazê-lo por meio daquele que é o Caminho, a Verdade e a Vida. Se desejarmos conhecer a Deus, devemos buscar a iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo (2 Coríntios 4:6).

Por fim, diante da pergunta: é possível conhecer a Deus? A resposta é sim!, como já escrevemos anteriormente. Contudo, não nos é dado a conhecê-Lo em um sentido absoluto. Como podemos nós, seres finitos, abraçar o Infinito? (Isaías 55:8-9). O Criador conhece perfeitamente as suas criaturas, todavia, o conhecimento do Criador somente se tornou possível, porque Ele mesmo Se interessou em manifestar-Se a cada um de nós, ou por outra, a iniciativa foi exclusivamente Dele.

Não podemos adquirir a transcendência de Deus para conhece-lo em Sua eternidade, contudo, Ele se fez homem em Jesus para dar-Se a conhecer dentro dos limites da nossa humanidade. Em Cristo, Deus manifesta suas realidades sublimes de modo alcançável a nós, seres humanos.

Para refletir: Você conhece a Deus? Conhece as facetas do Seu caráter? Sabe o que está no coração do Pai? Talvez, muitos, dentro dos arraias cristãos poderiam expressar como Jó: “Eu te conhecia só de ouvir…” (Jó 42.5). Mas, quantos, realmente O conhecem? Quantos conhecem a Sua vontade? Quantos procuram uma intimidade com o Pai? A que time você pertence?

No amor de Cristo Jesus, Aquele que revelou a face do Pai,

Pr. Natanael Gonçalves