Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito (João 15:7)

Você é uma pessoa que caminha diariamente na estrada da oração? Veja, a oração é uma arma poderosa dentro do arsenal que o Senhor nos confiou. Por meio dela, tocamos o Céu e apresentamos as nossas petições, intercedemos por outros e combatemos contra as hostes espirituais da maldade. No entanto, muitos leem essa passagem e despertam os seus desejos egoístas argumentando que Jesus prometeu tudo o que pedíssemos. Será? Observemos, então, o que o texto quer dizer:

Em primeiro lugar, o Senhor destaca que devemos estar n’Ele. A seguir, se estivermos n’Ele, seremos capazes de vivermos para Ele e de permanecermos n’Ele. Consequentemente, poderemos argumentar a grandeza dessa promessa que Ele nos fez. Permanecer em Cristo significa nunca o abandonar por outro amor, ou troca-Lo por algum bem, mas é o permanecer em uma união viva, amorosa, consciente e disposta com Ele.  O ramo não só está ligado ao tronco, como também está recebendo vida e fertilidade dele. Todos os verdadeiros cristãos permanecem em Cristo neste sentido, porém há um significado mais elevado que devemos conhecer antes de podermos alcançar um poder ilimitado no trono. O “pedireis tudo o que quiserdes” não expressa o que muita gente pensa, antes o entendimento correto para tal frase se relaciona intimamente com o “estar em Cristo”. Quando alguém está nessa posição, a perfeita vontade do Senhor será direcionada ao seu coração, e, desta forma, poderá pedir tudo o quiser, pois o seu desejo está em harmonia com a vontade do Pai. O Espírito de Deus confirma esse entendimento: E esta é a confiança que temos para com ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a sua vontade, ele nos ouve. E, se sabemos que ele nos ouve quanto ao que lhe pedimos, estamos certos de que obtemos os pedidos que lhe temos feito (1 João 5:14-15).

Ao finalizar, adiciono ainda que o “estar em Cristo”, revela um coração que permanece no amor, uma mente que está enraizada na fé e uma esperança que está cimentada na Palavra, isto é, o homem por inteiro está unido ao Senhor. Penso que seria muito perigoso confiar o poder da oração a alguém que não está ligado à Videira. A carta branca da oração é outorgada unicamente àqueles que podem afirmar como o apóstolo Paulo declarou: “Já não vivo eu, mas Cristo vive em mim” (Gálatas 2:20).

Momento de Reflexão: Você está em Cristo? Suas orações expressam essa condição? Você pode fazer a mesma afirmação do apóstolo Paulo?

N’Ele que é a Videira verdadeira,

Pr. Natanael Gonçalves