uma grande luz

A Luz!

Mateus 4:16

O povo que jazia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz.

No texto acima, Mateus cita Isaías 9:1-2. Vejamos:

Mas para a terra que estava aflita não continuará a obscuridade. Deus, nos primeiros tempos, tornou desprezível a terra de Zebulon e a terra de Naftali; mas, nos últimos, tornará glorioso o caminho do mar, além do Jordão, Galileia dos gentios. O povo que andava em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região da sombra da morte, resplandeceu-lhes a luz.

O profeta escreveu sobre pessoas que “andavam” na escuridão, todavia no tempo de Mateus a situação era tão desanimadora que o povo “jazia” na escuridão! Jesus, então, lhes trouxe a luz. Montou seu “centro de operações” em Cafarnaum, na “Galileia dos gentios” – outra referência ao alcance universal do evangelho. A Galileia possuía uma população mestiça desprezada pelos cidadãos “puros” da Judéia. De que maneira Jesus trouxe essa luz para a Galileia? De acordo com Mateus 4:23, ele o fez por meio de suas pregações, ensinamentos e curas. Essa ênfase pode ser encontrada com frequência no Evangelho de Mateus: 9:35; 11: 4, 5; 12:15; 14:34-36; 15:30; 19:2. O evangelista deixa claro que Jesus curou “toda sorte de doenças e de enfermidades” (Mt 4:23). Não havia caso algum difícil demais para Jesus! Em decorrência desses grandes milagres, Jesus tornou-se extremamente conhecido e passou a ser acompanhado por uma multidão procedente de várias regiões.

A “luz” prometida por Isaías foi a Luz da Palavra de Deus, bem como a Luz que irradiava da vida e do ministério compassivo de Cristo.

Depois disso, reflita no que Jesus disse a respeito do servo de Deus: “Vós sois a luz do mundo”! (Mateus 5:14). Sua vida tem brilhado neste mundo de trevas? Você prega o evangelho e vive o que prega? Pense nisso!