santidade

Santidade

O estudo da carta de 1 Pedro envolve questões práticas da vida do cristão. Como disse, trata-se de um estudo e não de uma devocional. Se você ama estudar as Escrituras, penso que esse material te ajudará. Não obstante, você deve ler conferindo com a sua Bíblia e no espírito de temor a Deus. Esse tópico abrange os versículos treze a vinte um do capítulo primeiro. Todavia, para não ser pesado, vou dividindo o mesmo em subtópicos diários. Então, vamos juntos nessa empreitada.

Introdução: “As atitudes determinam as ações”. Este é um lema adequado para introduzir os versículos que formam a base do tema santidade. Enfrentar uma sociedade depravada, corrupta e hostil, requer atitudes corretas e uma conduta condizente. Este seguimento continua desenvolvendo um dos pontos tratados anteriormente, ou seja, a esperança. Esse assunto está presente nos versos 3, 13 e 21. Por outro lado, a partir desta seção, o estilo do autor varia. Anteriormente não havia feito exortações diretas, mas agora inicia-se uma série de mandados. Após o ensino nos versos anteriores, ele inicia o parágrafo com o termo “Portanto”. Com isso em mente, as exortações que seguem estão bem fundamentadas, porque os crentes em Cristo são muito abençoados e o futuro está assegurado. Para Pedro, o Pai Celestial está supervisionando as provas, pelas quais o filho passa e o que é lógico para ele, é que esse mesmo filho responda com atitudes e conduta que glorifiquem o Altíssimo. Nesta passagem, vemos três divisões que captam nossa atenção:

  •             Esperai inteiramente na graça! – Verso 13
  •             Sede vós também santos! – Versos 14-16
  •             Andai em temor todo o tempo! – Versos 17-21

Outras responsabilidades e conceitos giram em torno de cada imperativo. Pedro, ainda, inclui vários ensinos para incentivar o crente a obedecer os mandamentos divinos.

Esperai! – 1:13 

Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo.”

Antes de ordenar “esperai”, Pedro nos adverte acerca de uma responsabilidade, a qual provê a chave para entendermos toda a passagem: “cingindo os lombos do vosso entendimento”. Isto significa: “prepare sua mente para ação!”, ou seja: Analise!, reflexione!, medite!, atente ao que está pensando e também nas atitudes que se deve tomar. Nestes versos Pedro lista os temas que devem ocupar os nossos pensamentos e determinar as nossas atitudes. Isto implica que, para viver com essas qualidades, se requer atenção, aprendizagem e raciocínio. 

Verso 14: como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância.

Em contraste com os crentes, o verso 14 diz que os homens sem Cristo, vivem em total estado de ignorância. Todos nós éramos assim antes de recebermos a Jesus. Estávamos em trevas e sem sabedoria. Longe de ser uma fé desenhada para os que não pensam, o cristianismo ilumina e ensina o homem. Viver uma vida que agrada a Deus requer estudo da Palavra e inteligência.

Verso 18: sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais.

O versículo 18 começa com a palavra “sabendo”. Este vocábulo destaca o fato de que o crente deve conhecer muito acerca do Trino Deus, de si mesmo, do mundo em que vive, da salvação e muitos outros assuntos, com o objetivo de manter sua mente alerta e desperta para captar qual é a vontade de Deus. Adiciono ainda que, necessita ser perceptivo ao mover divino e saber aproveitar os recursos espirituais que Deus tem dado. Outra ordem específica é: “Sede sóbrios”(v.13). A ideia é ser disciplinado, controlado e estável. Seja disciplinado nas atitudes, no falar, nas reações e conduta. A sobriedade requer uma atitude de prudência em todas as coisas, inclusive a de restringir o uso do poder, dos direitos e dos privilégios. Esperai inteiramente é o conceito central do verso 13. Apesar de viver numa sociedade inimiga, o crente tem de viver com uma atitude de otimismo permanente. Suas reações para com diversas situações devem ser governadas por esta qualidade. Note: não é um otimismo sem razão. Confiamos fervorosamente na volta de Jesus e nas promessas de Deus. Este ato glorioso marcará o fim de nossos sofrimentos e da oposição do mundo, bem como o início de uma nova ordem que inclui todo o universo.

Para refletir: Medite cuidadosamente nos versículos 13-21. Quais são as atitudes distintas que o crente deve manifestar? Quais versículos incluem novamente os temas de sofrimento e glória?

Minha oração é que você cresça na graça e no conhecimento de Deus,

No amor de Cristo Jesus,

Pr. Natanael Gonçalves

Continua amanhã