aflicoes

Submetidos à Prova – Parte Final.

Estamos de volta ao estudo da primeira carta de Pedro. Seria bom se você lesse o post anterior para fazer uma ligação ao de hoje. Contudo, só para recordar, estamos caminhando pela vereda da tribulação na vida do cristão. Já vimos que, em meio às adversidades o cristão ama a Cristo. Vimos também que depois do sofrimento vem a glória e terminamos discorrendo que Pedro nos deixa saber que os profetas não entendiam por que deveria haver sofrimento antes da glória. Hoje, em especial, ao andar, parar e meditar nos versos de 1 Pedro, fui muito abençoado e desejo compartilhar isso com você.

1 Pedro 1:12Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que, agora, vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho, para as quais coisas os anjos desejam bem atentar. 

Os profetas escreveram para nós (verso 12).

É um grande privilégio saber que os autores do AT., inspirados por Deus, escreveram as palavras proféticas, como bênção para nós. Paulo nos afirma que o AT tem muito a dizer-nos (Rm 15.4; 1 Co 10:11). Menciona que os acontecimentos sucedidos à nação de Israel servem de exemplo para nós. Note o importante papel que o Espírito Santo exerce para trazer-nos ensinamentos divinos. No verso 11, Pedro diz que foi o Espírito de Deus que estava nos profetas comunicando através deles os ensinos acerca de Cristo.

Por outro lado, afirma que os profetas anotavam as palavras de tal modo que não se equivocavam em nenhum detalhe. Vejamos 2 Pe 1;21: “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo”. O verso 12 aponta ainda que essa divina Pessoa estava naqueles que pregavam o evangelho nos tempos de Pedro, iluminando o entendimento e capacitando-lhes para comunicar a verdade. Deus supervisionou todo o processo de levar sua mensagem aos homens.

Pedro adiciona mais um dado que me apaixona: “o privilégio que temos de conhecer a Cristo e de entender tanto os sofrimentos como a majestade do Messias”. Preste atenção: Não só os profetas anelavam descobrir este segredo, mas também os anjos dos céus queriam saber este mistério. É interessante ver outras passagens bíblicas que se referem aos anjos que “estão observando as obras de Deus”

1 Co 4.9: “Porque tenho para mim que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens”.

Ef 3.10: “Para que agora, pela igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos céus”.

Os anjos desconheciam o que Deus planejava. Eles se davam conta de que algo maravilhoso iria acontecer, porém isso não lhes fora dado a conhecer. Não obstante a tudo, é maravilhoso saber que, pela graça de Deus, Ele nos deu a conhecer e aprender que Jesus veio do céu, sofreu e morreu por nós. Sabemos também, que Ele voltará em glória e poder para julgar os homens e para reinar sobre o mundo.

Depois do sofrimento, a glória!

Estes três versículos (10,11 e 12) introduzem um ensino especial. É a chave para captarmos e apreciarmos o grande impacto que possui esta 1ª carta de Pedro. O ensino é este: Nós, cristãos, experimentamos primeiro o sofrimento e depois, desfrutamos a glória. O exemplo de Jesus confirma o ensino:

Hb 12.2: “olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus”.

Sucede o mesmo na vida do crente. A cruz vem antes da coroa; a terra vem antes do céu; o sacrifício antes do triunfo; a guerra antes da vitória. Quando o Senhor permite a dor, a dificuldade e os problemas, temos que confiar e esperar n’Ele, porque ao fim, virá a vitória e, juntamente com ela, a tranquilidade. Glória a Deus!

Para refletir: Você se lembra em algum momento de ter experimentado uma situação difícil e, depois, como resultado, algo bom? Pense em várias razões por que o crente pode se alegrar em meio às tribulações. Você descobriu algo novo no estudo dos versículos de 6 a 12?

Se você estiver passando por uma aflição neste momento, mantenha os seus olhos fixos no Autor da nossa fé, Jesus.

Pr. Natanael Gonçalves