A palavra hebraica usada para glória no Antigo Testamento descreve esplendor e brilho. Mas, ao falar do tema, vemos que a Bíblia contém relatos acerca de certos personagens que viram a glória de Deus, ou melhor, que a contemplaram, mas dentro de um aspecto muito limitado. 

Penso que Deus sempre restringe a visão de sua glória porque a revelação plena consumiria a todos. Não obstante, a natureza radiante dessa glória corresponde ao que Paulo menciona em 2 Coríntios 4.17: Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação. Uma vez mais, um dos escritores da Bíblia enfrentou o dilema de escrever verdades celestiais mediante comparações terrenas, posto que não há como compará-las. 

Paulo explicou que a reação adequada dos cristãos às aflições nesta vida, produz para eles um eterno peso de glória. Encontraremos mais sentido à frase de Paulo, quando estivermos diante do Senhor, todavia, o princípio se entende com certa facilidade. A Bíblia não só vincula o sofrimento com a glória, mas ensina que suportá-lo pelo nome Jesus, produz glória. Não nos surpreenderia se, ao estar na presença do Senhor, compreendêssemos tudo o que este versículo ensina, e, humanamente falando, lamentássemos as oportunidades perdidas. 

Para alcançar um melhor entendimento da glória de Deus, voltemos agora a um dos lugares já tratados aqui anteriormente: a Transfiguração. Lucas 9:32 relaciona a glória com este sucesso extraordinário: Pedro e seus companheiros achavam-se premidos de sono; mas, conservando-se acordados, viram a sua glória e os dois varões que com ele estavam. 

Este acontecimento foi também o que impulsionou Tiago e João a fazerem aquele pedido a Jesus, isto é, que um e outro se sentassem com Ele em Sua glória (Marcos 10:35-37). Necessitamos ir um pouco mais a fundo para explorar o que Deus, em sua Palavra, propunha ao revelar esta visão singular da glória [na transfiguração de Cristo], posto que essa é a glória que, finalmente, Ele promete a você e a mim. 

Finalizando o tópico de hoje, surge uma pergunta: por que Deus incluiu Moisés e Elias na Transfiguração? Vamos falar um pouco mais no próximo tópico, contudo, há coisas indizíveis e inexplicáveis que esperam por aqueles que carimbaram os seus passaportes com sangue de Jesus. Medite sobre isso! 

No amor de Cristo Jesus, 

Pr. Natanael Gonçalves