Confiança no Senhor – (Fp 1:28-30)

“Não se assustem com seus adversários!” A palavra que Paulo usa retrata um cavalo se acovardando da batalha. É óbvio que ninguém deve se lançar ao combate cegamente; entretanto, nenhum cristão verdadeiro deve evitar deliberadamente enfrentar o inimigo. Nestes versículos, Paulo apresenta vários estímulos para fortalecer nossa confiança durante a batalha.

Em primeiro lugar, as lutas provam que somos salvos (Fp 1:29). Não apenas cremos em Cristo, mas também sofremos por Cristo. Paulo chama isso de “comunhão dos seus sofrimentos” (Fp 3:10). Por algum motivo, muitos recém-convertidos acreditam que aceitar a Cristo é o mesmo que colocar um ponto final em todas as lutas. Na realidade, esse é apenas o começo de novas batalhas. “No mundo, tereis aflições” (Jo 16:33). “Ora, todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (2 Tm 3:12). Todavia, a presença de conflito é um privilégio; sofremos por Cristo. Na realidade, Paulo diz que essas dificuldades são concedidas, ou por outra, são uma dádiva! Se estivéssemos sofrendo por uma causa própria, não seria privilégio algum, mas pelo fato de estarmos sofrendo por Cristo e com Cristo, é uma grande honra. Afinal, ele sofreu por nós, e o mínimo que podemos fazer para demonstrar amor e gratidão é ter a disposição de sofrer por ele.

Outro estímulo é saber que muitos passam pelo mesmo conflito (Fp 1:30). Satanás deseja nos convencer de que estamos sozinhos na batalha e de que nossas dificuldades são singulares, mas não é o caso. Paulo lembra os filipenses de que ele próprio está passando pela mesma dificuldade que os cristãos enfrentam a centenas de quilômetros de Roma! Uma mudança na posição geográfica não costuma resolver problemas espirituais, pois a natureza humana é a mesma onde quer que nos encontremos, e o inimigo é o mesmo em toda parte. Saber que meus irmãos e irmãs em Cristo também participam da batalha é um grande estímulo para prosseguir e orar por eles da mesma forma como oro por mim.

Na verdade, enfrentar conflitos espirituais é uma das formas de crescer em Cristo. Deus dá as forças necessárias para permanecermos firmes contra o inimigo, e essa confiança prova ao adversário que ele foi vencido e que estamos do lado vitorioso (Fp 1:28), Os filipenses haviam visto Paulo passar por dificuldades quando estava com eles (leia Atos 16:19ss) e haviam testemunhado sua firmeza no Senhor. O termo grego traduzido por “combate”, no versículo 30, é agonia, palavra que também existe na língua portuguesa e que, em Lucas 22:44, é usada para a luta de Cristo no Getsêmani. Ao enfrentar o inimigo, na dependência total do Senhor, esteja certo de que Ele proverá tudo o que for necessário para a batalha. Desse modo, a mente firme e determinada nos capacita a experimentarmos alegria em meio à batalha, uma vez que ela produz em nós coerência, cooperação e confiança. Experimentamos a alegria de trabalhar em equipe de maneira espiritual ao lutar juntos pela fé do evangelho.

Que essa pequena palavra possa atingir o seu coração e abençoar a sua vida.

No amor de Cristo,

Pr. Natanael Gonçalves