preocupadoNão te preocupes! – (Filipenses 4:1-9) 

Se havia alguém com desculpas de sobra para se preocupar era o apóstolo Paulo. Houve um desacordo entre seus amados irmãos em Filipos e ele não podia estar ali para ajuda-los. Não se têm ideia do motivo da contenda entre Evódia e Síntique, mas se sabe que causava divisão na igreja. Além dessa possível dissensão em Filipos, Paulo também teve de tratar das desavenças entre os cristãos em Roma (Fp 1:14-1 7). E, de mais a mais, ainda pairava no ar a possibilidade da própria execução! Sem dúvida, Paulo tinha boas desculpas para ficar ansioso, mas não foi o que fez! Em vez disso, concentrou-se em explicar a seus leitores o segredo da vitória sobre a preocupação.

O que é ansiedade? A palavra grega traduzida por ansiosos, em Filipenses 4:6, significa “atraídos para direções opostas”. Nossas esperanças nos puxam para um lado, nossos medos para o outro, e a tensão torna-se insuportável. O sentido da palavra preocupação é associado a angústia, que pode significar “estrangular, apertar”. Quando ficamos ansiosos, sentimo-nos “apertados” e “estrangulados” a ponto de ter sintomas físicos bastante claros: dores de cabeça, no pescoço e nas costas e úlceras. A preocupação afeta o raciocínio, a digestão e até mesmo a coordenação motora. Do ponto de vista espiritual, a ansiedade é constituída de pensamentos (a mente) e de sentimentos (o coração) incorretos acerca de circunstâncias, pessoas e coisas. A preocupação é o grande ladrão da alegria. No entanto, não basta dizer a si mesmo: “pare de se preocupar”. A força de vontade não é capaz de pegar esse ladrão, pois ele tem a colaboração de elementos internos. Para vencer a preocupação ou a ansiedade, é preciso ter mais do que boas intenções. O melhor antídoto é a segurança: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” (Fp 4:7). Quando o cristão possui a mente segura, a paz de Deus o guarda (Fp 4:7) e o Deus da paz o guia (Fp 4:9). Com esse tipo de proteção, que motivo há para ficar ansioso ou preocupado? A fim de vencer a preocupação e experimentar a mente segura, devemos cumprir três condições que Deus determinou: orar corretamente (Fp 4:6, 7), pensar corretamente (Fp 4:8) e viver corretamente (Fp 4:9). No próximo post, abordaremos essas condições. 

Para refletir: A ansiedade é uma realidade presente em sua vida? Medite no verso 7 a seguir: “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus”

No amor de Cristo, 

Pr. Natanael Gonçalves