corrida

Vencendo a Corrida! – Filipenses 3:12-16 

A maioria das pessoas lê biografias para satisfazer a curiosidade a respeito de grandes nomes, na esperança de descobrir o “segredo” de sua grandeza. Em Filipenses 3, Paulo apresenta sua biografia espiritual, seu passado (Fp 3:1-11), presente (Fp 3:12-16) e futuro (Fp 3:17-21). Vimos Paulo como o “contador” que descobriu novos valores depois de seu encontro com Jesus Cristo. Nesta seção, o vemos como “atleta”, cheio de vigor espiritual, avançando para a linha de chegada da corrida cristã. Na última seção, veremos Paulo como o “estrangeiro”, cuja cidadania encontra-se no céu e que aguarda a vinda de Jesus. Em cada uma dessas experiências, o apóstolo coloca em prática a disposição espiritual; observa as coisas da terra do ponto de vista de Deus. Em decorrência disso, não se perturba com o que ficou para trás, nem com o que está ao redor ou adiante dele – as coisas não o privam de sua alegria!

Em suas epístolas, Paulo usa várias ilustrações para comunicar a verdade acerca da vida cristã. Quatro tipos de imagens destacam-se em particular: a militar (“Revesti- vos de toda a armadura”), a arquitetônica (“Habitação de Deus”), a agrícola (“Aquilo que o homem semear, isso também ceifará”) e a atlética. Neste parágrafo, Paulo é o atleta. O carro grego usado nos jogos Olímpicos e em outros eventos era, na verdade, uma pequena plataforma com uma roda de cada lado. O condutor não tinha muitos lugares onde se segurar durante o percurso na pista. Precisava inclinar-se para frente e retesar todos os nervos e músculos, a fim de manter o equilíbrio e controlar os cavalos. O verbo “avançar”, em Filipenses 3:13, significa, literalmente, “se esticar como quem está em uma corrida”.

É importante observar que Paulo não diz como alcançar a salvação. Se fosse o caso, o apóstolo estaria descrevendo a salvação pelas obras ou por esforço próprio, o que seria uma contradição com as palavras dos onze primeiros versículos de Filipenses 3. A fim de participar das competições na Grécia, o atleta deveria ser cidadão grego. Não competia para obter a cidadania. Em Filipenses 3:20, Paulo lembra seus leitores de que “nossa pátria está nos céus”. Uma vez que já somos filho de Deus por meio da fé em Cristo, temos a responsabilidade de “completar a carreira” e de alcançar os objetivos que Deus estipulou para nós. Trata-se de uma ilustração clara de Filipenses 2:12, 13: “desenvolvei a vossa salvação […] porque” Deus é quem efetua em vós tanto o querer como o realizar”. Cada cristão está em uma pista de corrida; cada um tem uma raia específica, dentro da qual deve correr, e cada um tem um objetivo a alcançar. Quem alcançar o objetivo que Deus planejou será recompensado. Quem falhar, perderá a recompensa, mas não a cidadania (1 Co 3:11-15, onde a mesma ideia é apresentada usando uma imagem arquitetônica).

Todos desejamos ser “cristãos vitoriosos” e cumprir os propósitos para os quais fomos salvos. Quais são os elementos essenciais para vencer a corrida e, um dia, receber a recompensa prometida? Trataremos do assunto a partir de amanhã. Enquanto isso, para você refletir: Como cristão, você está na pista de corrida. Como você desempenha esse papel? Se esforça? Possui, como objetivo, alcançar a linha de chegada como um vencedor?  

Que o Senhor te abençoe,  

Pr. Natanael Gonçalves