O Purgatório! A Doutrina Impossível.

A doutrina do purgatório violenta tanto a lógica quanto a Escritura. Romanos 6:23 diz: “O salario de pecado é a morte”… Morte aqui é a morte eterna, ainda que o pecado também causou e causa a morte física. Expandindo o raciocínio, morte significa separação de Deus e quem morre no pecado, não passa um tempo limitado no purgatório, mas experimenta a separação eterna de Deus. Se não fosse o sacrifício de Jesus, pelos nossos pecados, estaríamos perdidos para sempre. 

O pecado não é algo que possui uma composição ou qualidade que algum tipo de sofrimento seja capaz de retirá-lo ou, no dizer do ensino, purgá-lo do coração e da alma. O pecado é parte da natureza humana, todavia alguém pode até mudar suas atitudes ao passar por algum tipo de sofrimento, mas logo que a dor se vai, as velhas tendências voltam, pois o coração não foi mudado ou transformado.  

A Bíblia declara que existe apenas um caminho para a alma ser purificada: através do sangue de Cristo derramado na cruz em pagamento do pecado, e pelo novo nascimento operado pelo Espírito Santo de Deus, através da fé em Cristo e em Sua obra redentora completa. 

Desta forma, os sofrimentos no purgatório são falsos em dois aspectos doutrinários: 

1)   É impossível que o sofrimento possa purificar o pecado do coração.

2)   É desnecessário que o pecador perdoado sofra pelo seu pecado, pois Cristo já pagou a penalidade completa exigida pela justiça de Deus. Somente assim uma pessoa pode ser limpa de suas iniquidades. 

Comentando o primeiro aspecto, me lembro de tantas pessoas que vieram a este mundo e vivem a vida de forma extremamente difícil. Sofrem fome, enfermidades, choram por dentro e por fora. No entanto, por causa da natureza humana, são capazes de roubar, matar e odiar. O sofrimento não pode purifica-los de seus pecados e nem transformar os seus corações. Isto é apenas uma analogia para dizer que sofrimento aqui, ou no futuro, não pode purificar ninguém. 

O segundo aspecto, a Bíblia é clara em Romanos capítulo 8 verso 1: 

“Portanto, agora, nenhuma condenação para os que estão em Cristo Jesus…” 

No texto acima, o Espírito Santo nos diz que aqueles que estão em Cristo , ou seja, aqueles que O receberam, não sofrem nenhuma condenação e não necessitam de pagar nenhum tipo de pena. Nosso débito já foi pago! 

Que descanso! Que segurança! Que paz! 

N’Ele que é a única esperança de salvação do perdido,

Pr. Natanael Goncalves

 

Continua…