AS MALDIÇÕES NO CAPÍTULO TRÊS DE GÊNESIS

1. Sobre a serpente: 

Começando pelo verso 14 de Gênesis 3, vemos a maldição pronunciada por Deus à serpente. No final do verso 14, abrangendo também o verso 15, vemos o desdobramento da sentença: “sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida. E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar”.

Entendemos que Deus está pronunciando essa sentença (maldição) sobre dois “seres”:

a)   Sobre o animal. É de se pensar que o mesmo se movia de forma diferente, e, porque foi “canal” de satanás, caiu sobre ele a maldição.

b)   Sobre Satanás. A sentença de que sua cabeça seria ferida pelo descendente da mulher e que a este lhe feriria o calcanhar, era um indicativo  da vitória de Jesus sobre Satanás lá na cruz do calvário. Vemos aqui o juízo e a sentença proferida com seus desdobramentos.

2. Sobre a mulher: 

No verso 16, a sentença (maldição) veio sobre a mulher em três aspectos desdobrados da seguinte maneira:

a)   Multiplicarei grandemente a tua dor e a tua conceição. Com dor terás filhos.

b)   O teu desejo será para o teu marido.

c)    E ele te dominará.

Notemos que em Adão e sua mulher Eva, toda a humanidade estava representada. Assim o que chamamos de “efeito colateral do pecado”, passou a todos os homens. Romanos 5.12: Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. Ao analisarmos a questão da gravidez e da dor do parto, o assunto é muito discutido no sentido se a mulher sentia ou não dor antes do pecado. Entretanto, tomo o assunto de somenos importância para a sentença lavrada, uma vez que antes do pecado, a Bíblia não informa que o casal teve filhos, antes, o registro de nascimento do seu primeiro filho se deu após a queda.

 3. Sobre a terra: 

No verso 17, a sentença é dada antes à terra e continua pelo verso 18, mas se entremeia com uma tônica para o homem. “Maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida”. Verso 18: “Espinhos e cardos também te produzirá; e comerás a erva do campo”. Pensar na terra, antes da maldição pronunciada por Deus, nos faz lembrar um pouco sobre o reino milenar que virá sob o governo pessoal de Jesus. Romanos 8.22,  diz que “a criação geme” e aqui vemos os efeitos do pecado.

No próximo tópico abordaremos a maldição sobre o homem.