Caso semelhante é o de Raabe, a prostituta: não foi ela justificada pelas obras, quando acolheu os espias e os fez sair por outro caminho? Assim como o corpo sem espírito está morto, também a fé sem obras está morta (Tiago 2:25-26). 

Para concluir seu ensino e reforçar sua posição sobre a importância de se colocar a fé em ação, Tiago apela ao segundo exemplo. Após argumentar usando a figura de Abraão, o exemplo a seguir é o personagem Raabe. 

2) Raabe. 

Sua vida e circunstâncias eram totalmente diferentes de Abraão. O nome de Raabe está vinculado diretamente à ocupação de Canaã nos tempos de Josué. Posto que o autor usa a frase: “Caso semelhante é o de Raabe, a prostituta”, ele considera a fé de ambos, tanto a de Abraão como a de Raabe, do mesmo tipo ou condição. Com relação à pessoa de Raabe, é necessário trazer à luz algumas coisas importantes. Primeiro, na ascendência de Raabe não há nenhum vínculo com Israel e, portanto, ela não tinha direito às promessas que Deus havia outorgado ao Seu povo, pois estava alheia à aliança. Sendo assim, as bênçãos prometidas à nação israelita, segundo o pacto que Deus fizera com Abraão, não lhe alcançavam (Gênesis 17:7-8).  Em segundo lugar, ela era uma mulher reprovável. As prostitutas eram consideradas mulheres de vida duvidosa mesmo entre os pagãos. A prática da prostituição é uma atividade pecaminosa que quebra direta e abertamente a vontade de Deus para o homem. Deus havia disposto, como única relação sexual lícita, aquela que possui o matrimônio como marco (Gênesis 2:24). Em terceiro lugar, Raabe era uma cidadã de uma terra cujos habitantes estavam sentenciados por Deus, devido a sua persistência no pecado. Isto posto, por que Raabe ocupa um lugar tão especial na Palavra de Deus? 

Hebreus 11:31 afirma: Pela fé, Raabe, a meretriz, não foi destruída com os desobedientes, porque acolheu com paz aos espias. Note que, segundo o autor de Hebreus, ela realizou algo muito importante movida pela sua fé. É exatamente isso que Tiago põe em evidência. Quando Raabe ouviu a respeito do Deus de Israel e o que Ele havia feito pelo Seu povo, creu Nele (Josué 2:9-11). Ela se atreveu a confiar no Senhor para proteger os espias e, como resultado, Deus transformou completamente o seu estilo de vida. Para Tiago, o que lhe chamou a atenção foi a demonstração inicial da fé de Raabe, posto que ela, se arriscando, depositou sua total confiança em Deus. Sim, Raabe arriscou a sua vida e, ao faze-lo, mostrou a sua fé.  

Por último, o autor ensina no verso 26 que fé e obras formam uma unidade inseparável, a qual ele compara ao corpo e à alma do ser humano. Esses dois foram feitos para andar juntos e constituir um ser vivo. Assim sendo, parece que Tiago estava pedindo a eles: Confiem em Deus! Se entreguem a Ele! Em meio à aflição, demonstrem a fé que possuem! 

Momento de Reflexão: Quando analisamos a nossa situação nos dias de hoje, como demonstramos a nossa confiança em Deus? Somos capazes de perder algo por causa da nossa fé, ou seja, estamos dispostos ao risco? Avalie o seu coração! 

Que Deus te abençoe! 

Pr. Natanael Gonçalves