A salvação é pela graça 

Disse-me ainda: Tudo está feito. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Eu, a quem tem sede, darei de graça da fonte da água da vida (Apocalipse 21:6). 

Justiça, misericórdia e graça 

Deus trabalha com as pessoas de três maneiras. Ele pode usar a justiça, a misericórdia e também a sua graça. Por exemplo, Deus pode lidar conosco de acordo com a justiça, dando-nos o que merecemos. Deus pode lidar conosco de acordo com a misericórdia, não nos dando o que merecemos. Por fim, Deus pode lidar conosco usando a graça, isto é, dando-nos o que não merecemos. 

É de graça e pela graça 

Paulo nos diz em Efésios 2.8: Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Será que existe outra palavra mais linda e que expresse tanto o amor de Deus, do que a palavra graça? Uma grande maioria tem dificuldade em entender o conceito da graça de Deus. Cabe aqui uma pergunta: “por que muitos lutam com a ideia de que a salvação e a vida eterna são gratuitas, ou seja, ninguém precisa pagar por elas com qualquer tipo de moeda, inclusive aquela das boas obras?” O ponto ressaltado é que o céu e as alegrias que envolvem a morada celeste, na mente de muitos, deve ser merecido. Não obstante, Paulo segue dizendo no verso 9 que a salvação: Não vem das obras, para que ninguém se glorie”. Portanto, a salvação envolve pessoas que nunca a mereceriam. 

Concepção errada 

Pensar que o céu é algo que podemos alcançar por nossa própria bondade, soa como adoração a ídolos. Explico: essa forma de pensar é antiga, pois as pessoas prestavam adoração a certas “divindades” com o propósito de se tornarem credoras de “seus favores”. Um exemplo disso no Antigo Testamento são os registros de pais que ofereciam, em sacrifício, seus filhos a Moloque. Quando assim o faziam, pensavam que podiam exercer uma espécie de controle sobre o ídolo. Essa concepção perdura até hoje, pois um grande número de pessoas acha que pode controlar a Deus ou comprar a salvação com obras. Aceitar algo que já foi pago e resolvido na Cruz do Calvário, tira delas todo esforço para tal. Se essas pessoas receberem a de salvação de Deus como um presente, então, elas o terão. Se tentarem alcança-la por sua própria bondade, nunca serão capazes de conquistá-la. 

Conclusão 

Para muitos, agarrar a graça é difícil. Por que? Porque, às vezes, tais pessoas desejam participar do sacrifício de Jesus tendo a salvação em mente, isto é, se pudessem, subiriam à cruz com Ele. Elas tratam da morte do Senhor como um pagamento inicial, uma espécie de entrada de uma transação e que agora elas precisam trabalhar para pagar o resto das parcelas. Tomemos o exemplo para nós. Você vai à igreja, canta, entrega seus dízimos & ofertas, pratica boas obras e de alguma forma acredita que está pagando por sua salvação? Se alguém que me lê, crê assim, então a sua moeda não é boa e nem aceita por Deus, posto que Jesus já fez tudo o que deveria ser feito e quitou o nosso débito na Cruz. Glória a Deus! Reflita. 

Que Deus em Cristo te envolva com a sua graça, 

Pr. Natanael Gonçalves