Uma coisa eu faço 

Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus (Filipenses 3.13-14). 

Metas quebradas 

Muita gente, ao iniciar um novo ano procura construir suas metas para esse período que apenas começa. Quantos, talvez, tenham escolhido uma palavra que representa algo significativo para alcançar? Provavelmente você já definiu alguns alvos no sentido de ser mais produtivo e viver uma vida que realmente agrada a Deus. Definir metas pode ser estimulante, mas também frustrante. Vejamos resoluções de algumas pessoas: 1) Perder peso. 2) Economizar dinheiro. 3) Comer de forma saudável. 4) Aprender algo novo. 5) Beber mais água. 6) Reduzir o estresse. 7) Ajudar a outros. 8) Fazer uma viagem. Embora essas coisas sejam ótimas, segundo alguns estudos quatro em cada cinco pessoas, quebram essas resoluções. Não obstante, se você está lendo este texto e faz parte do time que não conseguiu atingir suas metas, preciso afirmar que há um caminho bíblico que irá ajuda-lo a atingir seus objetivos.   

Há mais por fazer 

Paulo escreveu à igreja de Filipos quando estava preso em Roma. Cada dia para ele, podia ser o último. No entanto, ele confessa que há algo a fazer para tornar cada dia, o seu melhor dia. Observe o que afirmou em Filipenses 3.12: Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus. O apóstolo admite que ainda não alcançou o pretendido. Embora tenha feito muito, há mais por fazer. Apesar de ter ido a vários lugares, ainda há outros para ir e levar a mensagem do evangelho. Embora ele tenha atingido muito do seu potencial, ainda assim ele entende que não atingiu tudo. Não importa a nossa idade ou tempo da caminhada na vida cristã, sempre haverá lições para aprender, princípios para aplicar e mais espaço para crescer. 

A maratona 

Você já participou de alguma corrida? Alguém que regularmente participa poderá dar um conselho mais ou menos assim: “Enquanto você corre, lembre-se de que não é importante onde você esteve. O que é importante é onde você está e para onde você está indo”. Esse conselho realmente é importante, pois revela algo que Paulo tinha em mente quando escreveu o verso 13: Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão. Observe algo notável: Você não pode se concentrar no lugar onde está indo, até que se esqueça de onde veio. Para instruir seus leitores, Paulo gostava de usar como figura de linguagem uma maratona. Com isto, ele ensina sobre se esforçar, seguir à frente, ir em direção a uma meta e alcançar o prêmio. 

Ficou lá atrás 

A palavra esquecer não significa deixar de lembrar, haja vista que ninguém pode apagar o passado da memória. A palavra esquecer significa “não ser afetado por”. Quando Deus disse: “Não me lembrarei mais dos seus pecados” (Hebreus 8:12), não significa que Deus de repente tenha sofrido amnésia espiritual. Não, significa que Ele não permite mais que seu passado afete seu relacionamento com Ele. 

Conclusão: 

Você não pode navegar nos mares do futuro com alegria e paz se a sua âncora estiver presa na lama do passado. Você também não pode correr para frente se estiver sempre olhando para trás. Pense em seus erros e suas falhas. Pense nas coisas recentes que você fez e que não deveria ter feito. O que você pode aprender com essas coisas? Como elas podem fazer de você uma pessoa melhor? Fez a sua avaliação? Está bem! Agora vá em frente. Nós sabemos que de fato esquecemos o que ficou para trás, quando deixarmos de falar sobre o assunto. Se aprendi a lição, então Deus usou essa situação em minha vida para abençoar-me e para que eu seja uma bênção na vida de outros. Reflita! 

Que o Espírito Santo ministre ao teu coração, 

Pr. Natanael Gonçalves